PCRR prende indígena acusado de estupro na Zona Rural do Amajari

Uma investigação realizada pela PCRR (Polícia Civil de Roraima), por meio da Polinter (Delegacia de Polícia Interestadual) localizou e prendeu um indígena de 52 anos no município de Amajari, na manhã desta quinta-feira, dia 21. O homem estava com mandado de prisão de prisão decorrente de sentença penal condenatória expedido pela Comarca de Pacaraima, por estupro e corrupção de menor.

Consta na denúncia do Ministério Público que no dia 20 de abril de 2006, o acusado foi até a residência da vítima, na ocasião com 12 anos de idade e, aproveitando a ausência dos pais dela, cometeu o crime de estupro. Naquela época, ele exercia a atividade de professor e se prevaleceu de sua condição para a prática do crime.

O crime foi investigado pela Delegacia de Pacaraima e o homem foi processado, tendo sido condenado à pena de seis anos e oito meses de reclusão em regime incialmente semiaberto. Ele recorreu da decisão, mas lhe foi negado provimento, sendo mantida a sentença.

Como a sentença foi transitada em julgada, foi expedido mandado de prisão. O indígena foi localizado na Comunidade do Araçá Zona Rural do município do Amajari, e não ofereceu resistência, colaborando com os policiais durante a ação. Ele foi recambiado para Boa Vista e levado à sede da Polinter, onde teve sua prisão formalizada. O homem foi apresentado na manhã desta sexta-feira, dia 22, na Audiência de Custódia.

SECOM RORAIMA
Texto: Ascom/PCRR
Fotografia: PCRR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo